FANDOM


Montanha Kunlun

Montanhas de Kunlun

A cadeia de montanhas de Kunlun (Chinês tradicional; Chinês simplificado; Hanyu Pinyin: Kūnlún Shān) é uma das mariores cadeias de montanhas na área, se extendendo por mais de 3000 km.

Ela corre desde a fronteira do oeste da China até o sul perto da cadeia de Pamir, então faz uma curva para o Leste, até a fronteira norte do Tibet. Ela toca na fronteira sul com o que é chamado de geiser Tarim, o infame Takla Makan ou no deserto "das casas enterradas na areia", e o deserto de Gobi.

A cadeia tem quase 200 picos com mais de 6000 metros. Os três maiores picos são o Kongur Tagh (7,719m), o Dingbei (7,625m) e o famoso Mutzagata (7,546m). Esses picos maiores estão na cadeia de Arkatag dentro do complexo de cadeias. Uma parte sul das montanhas de Kunlun formou os geisers entre os maiores rios da Chinae, o rio Yangtze e o Huang He. A cadeia de montanhas se forma na fronteira norte com a Placa da Índia durante sua colisão, no fim do período Triássico, com a placa da Eurásia, que resultou no fechamento do oceano Paleo-Tethys.

MitologiaEditar

Na mitologia Chinesa e se acredite que elas sejam o paraíso . O primeiro a visitar esse paraíso, de acordo com as lendas, o Rei (1001-947 AC) da Dinastia Zhou. Se supõe que ele descobriu lá o palácio de Jade de Huang-Di, o mítico Emperador Amarelo e criador da cultura chinesa, e encontrou Hsi Wang Mu, a Mãe Real do Oeste, que também detém uma parte mítica dessas montanhas.

AutoriaEditar

Usuário

FonteEditar

Traduzido da Wikipédia